6 mitos e verdades sobre medicamentos homeopáticos

Tempo de leitura: 3 minutos

A homeopatia é um tratamento que está ficando cada vez mais popular, mas ainda assim existem muitas dúvidas a respeito do que os medicamentos homeopáticos são capazes ou não de fazer. Será verdade mesmo que a homeopatia não é oficialmente reconhecida pela medicina? É mentira que as pessoas pioram antes de melhorar quando começam o tratamento?

Neste post trazemos 6 mitos e verdades a respeito da homeopatia para acabar com as suas dúvidas! Confira!

1 – A pessoa pode parecer pior antes de melhorar com o tratamento

Verdade! Diferente da medicina tradicional, chamada de alopática, o medicamento homeopático não faz o combate dos sintomas da doença, ele serve para dar condições ao organismo em si de superar o problema.

Assim, no início do tratamento é normal que a pessoa pareça ter piorado, aparecendo as chamadas “agravações”, um sinal de que os sintomas estão sendo trabalhados e combatidos pelo corpo.

É importante destacar, como explica o Dr. Matheus Marim, da BVS Homeopatia, que todo o processo deve ser sempre acompanhado por um médico, que vai ter condições de se certificar que essas agravações são as esperadas mesmo e não alguma piora real da doença.

2 – Medicamento homeopático é “só água com açúcar”

Mito! A fabricação dos medicamentos homeopáticos é feita por meio de diluição, misturando substâncias com água pura na escala de 1 para 100, conhecida como Centesimal Hahnemanniana (CH). Para evitar agravações muito severas em alguns casos, é necessário fazer essa diluição ainda mais vezes, diminuindo gradativamente a quantidade da substância presente no medicamento.

Mas isso não faz com que o produto final se torne apenas “água com açúcar”, porque ele teve contato com a substância no processo de sua fabricação, retendo as informações necessárias que serão transferidas pelas gotas para o paciente.

3 – É possível tomar outros remédios junto com a homeopatia

Verdade! Existem alguns casos em que o uso de medicamentos tradicionais pode ser indicado ou até mesmo necessário junto com o medicamento homeopático. Isso acontece especialmente quando algum órgão vital está comprometido ou em algum quadro que a suspensão do remédio alopático comprometeria a recuperação da pessoa antes da homeopatia ter chance de agir.

Um bom exemplo é no caso de diabéticos, em que a insulina não pode simplesmente ser suspensa, uma vez que o paciente precisa dessa substância para sobreviver.

A decisão, entretanto, sempre deve partir do seu médico, que vai decidir quando os medicamentos devem ser usados juntos e quando será ou se será necessário suspender algum deles.

4 – A homeopatia demora muito para tratar as doenças

Mito! A duração do tratamento vai variar bastante dependendo da doença e da pessoa recebendo o medicamento, como acontece também no caso dos remédios alopáticos.

Em organismos bastante responsivos, é possível notar uma ação do medicamento homeopático quase imediatamente.

5 – O medicamento homeopático é menos “agressivo” que o alopático

Verdade! A homeopatia tem como objetivo ajudar o seu organismo como um todo a se reorganizar e encontrar condições de combater a doença. O tratamento é energético e não bioquímico, evitando que o medicamento homeopático afete o funcionamento natural do seu organismo da mesma maneira que o alopático faz.

6 – A homeopatia não é oficialmente reconhecida pela medicina

Mito! Muito pelo contrário! “A Homeopatia é especialidade médica reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina”, como pode ser lido neste parecer oficial do CFM que foi emitido em 2010.

Esperamos que este post ajude a esclarecer melhor o que esperar ou não do medicamento homeopático. É sempre importante pesquisar e se informar a respeito de tratamentos diferenciados em fontes confiáveis. Você já conhece esses 4 mitos sobre os fitoterápicos?

Sobre Blog Farmácia Benetton

Desenvolvido especialmente para atender dúvidas e dar dicas quanto à linha de medicamentos do setor magistral, produtos cosméticos, fitoterápicos, homeopatia, suplementos, nutracêuticos e muito mais!
Com o objetivo de transformar problemas em soluções, por meio de um relacionamento adequado, e provendo a satisfação que extrapola a função meramente comercial de venda de medicamentos para a nobre função de prestar um serviço de excelência nasce com alegria o blog Farmácia Benetton.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *