Por que a vacina contra a febre amarela é tão importante?

Tempo de leitura: 3 minutos

Os noticiários atuais alertam para novas aparições da febre amarela em locais onde a doença havia sido eliminada. Muitas pessoas estão assustadas e se perguntando o que podem fazer para evitar o problema.

Neste post, vamos trazer todas as informações que você precisa e explicar tudo sobre a vacina contra a febre amarela.

O que é a febre amarela?

A doença é batizada assim porque deixa a pele um pouco amarelada. Outros sintomas comuns são febre, perda do apetite, náuseas e dores, principalmente na cabeça e nas costas.

Também pode haver hemorragias de diversos graus, característica que faz com que ela seja considerada perigosa. Na maioria dos casos, os sintomas desaparecem em três a quatro dias e o paciente evolui para a cura.

Apenas pequena porcentagem de infectados volta a apresentar sintomas mais graves, 24 horas depois da recuperação inicial. É uma fase da doença considerada tóxica, que pode gerar complicações sérias para o fígado e os rins.

O que causa a febre amarela é um vírus do gênero flavivírus. Para que a pessoa seja infectada, é necessário que o microrganismo seja transmitido por um mosquito

Existem três espécies de insetos que podem nos passar a doença. O mais conhecido é o Aedes aegypti — quando a febre amarela é contraída através dele é chamada de urbana; quando vem por meio do Haemagogus ou Sabethe é denominada silvestre. A diferença entre as duas está apenas na transmissão; todas as outras caraterísticas são idênticas. 

Qual a importância da vacina?

Existem duas formas principais de prevenir a febre amarela. A primeira é combater os possíveis focos de reprodução desses mosquitos. Entretanto, por mais que você elimine todos os recipientes com água parada, é preciso que os seus vizinhos façam o mesmo. Para reforçar a proteção, você também pode usar um repelente de insetos. 

Já a vacina é uma medida que não depende de outros habitantes e garante que a doença não se instale. Com a população imunizada, o mosquito pode até transportar o vírus, mas as pessoas não vão adoecer. Por isso, procure a unidade de saúde mais próxima para ficar protegido.

Como é feito o imunizante?

No Brasil, a vacina é produzida desde 1937 pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). O processo de imunização é obtido de vírus vivos atenuados, do tipo 17D, cultivados em ovos embrionários de galinha e diluídos em soro fisiológico.

Quem deve tomar a vacina?

A recomendação é que o imunizante seja aplicado na primeira infância, aos nove meses de idade. A Organização Mundial da Saúde (OMS) desconsidera a necessidade de uma segunda dose.

Além da vacinação nos primeiros anos de vida, o Ministério da Saúde recomenda que pessoas que habitam regiões de risco, geralmente as zonas rurais e as cidades com surto, tomem novamente a vacina.

Brasileiros que nunca receberam nenhuma imunização também devem procurar imediatamente uma unidade de saúde e se vacinar. 

Quem não deve tomar a vacina?

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomenda que as pessoas com mais de 60 anos tenham cautela e procurem orientação médica para confirmar a possibilidade de tomar a vacina. O motivo do cuidado é o fato de nessa idade o risco de complicações ser maior.

O órgão também alerta que os portadores de doença de baixa imunidade, como lúpus, câncer e HIV, os alérgicos à gelatina ou ovo e as grávidas evitem tomar o imunizante. Na dúvida, consulte um médico para avaliar a situação.

A informação é a melhor arma para vencer as doenças virais. Agora que você já conhece melhor o tema, procure se informar se a sua cidade é um local de risco. Busque orientação nos postos de saúde para saber se precisa tomar a vacina contra a febre amarela e não deixe nenhum foco de água parada.

Quer receber mais artigos como este? Assine a nossa newsletter!

Sobre Blog Farmácia Benetton

Desenvolvido especialmente para atender dúvidas e dar dicas quanto à linha de medicamentos do setor magistral, produtos cosméticos, fitoterápicos, homeopatia, suplementos, nutracêuticos e muito mais!
Com o objetivo de transformar problemas em soluções, por meio de um relacionamento adequado, e provendo a satisfação que extrapola a função meramente comercial de venda de medicamentos para a nobre função de prestar um serviço de excelência nasce com alegria o blog Farmácia Benetton.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *